Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Câmara de Altaneira realiza Audiência Pública sobre a Reforma da Previdência

Câmara de Altaneira realiza Audiência Pública sobre a Reforma da Previdência

por alt publicado 31/05/2019 18h23, última modificação 31/05/2019 18h23
Com o tem Reforma da Previdência Social – você é contra ou a favor? Participe, toe conhecimento, a reforma afetará a todos, a Câmara Municipal de Altaneira realizou, na manhã de hoje, 31/05, Audiência Pública para debater, esclarecer e elaborar moção sobre a Reforma da Previdência a ser votada pelos Vereadores na próxima sessão ordinária.
Câmara de Altaneira realiza Audiência Pública sobre a Reforma da Previdência

Foto: Garoto Beleza, João Alves.

A Audiência Pública contou com a participação dos debatedores:

  • Raimundo Soares Filho, Advogado;
  • Nicolau Neto, professor;
  • Paulo Shalon, empresário;
  • Matheus Linard, Movimento Brasil Livre.

Também colaboraram com o debate o professor Paulo Robson, Diretor da Escola Estadual Santa Tereza, onde questionou sobre as alterações no tempo de contribuição e na idade mínima dos professores, citando a necessidade de ser vista como uma atividade especial; a jovem socióloga Josyanne Gomes falou sobre o empoderamento pessoal e da dificuldade que teremos para aposentadoria; o Presidente da Associação dos Pequenos Trabalhadores Rurais do Sítio Serra do Valério Robervaldo Liberalino expressou sua decepção com o governo e com a classe política; o representante do Movimento Brasil Livre da cidade do Crato Gabriel Figueiredo defendeu a reforma e denunciou fraudes na aposentadoria dos trabalhadores rurais; a professora aposentada e acadêmica de Direito Francisca Maurício questionou as alterações na aposentadoria dos professores e do professor e Presidente do Sindicato dos Servidores Municipais José Evantuil falou sobre as mudanças negativas e da necessidade de serem revistas, chamando a atenção para o descrédito na política por parte dos brasileiros.

A Audiência contou com uma pequena participação popular, mesmo sendo encaminhado convites para todas as entidades de classes, governamentais e não governamentais, escolas municipais, autoridades, representações religiosas de nosso Município.

Os participantes acompanharam um debate de altíssimo nível, muito esclarecedor, um momento de fundamental importância para que possamos nos posicionar diante de um tema tão importante e complexo.

O Advogado Raimundo Soares Filho e o professor Nicolau Neto se posicionaram contrários à reforma previdenciária. Para Soares, se houvesse empenho do governo em cobrar os grandes devedores da previdência essa reforma perversa não seria necessária. Ele entende que o trabalhador será o maior prejudicado e que não vislumbra na reforma o corte com os grandes privilégios. Acrescenta que a reforma também é perversa com as mulheres, citando o aumento na idade mínima e no tempo de contribuição.

O professor Nicolau entende que o debate sobre a necessidade da reforma deve ser superado. Compreende a necessidade, mas que necessita de grades alterações, pois como a reforma foi proposta trará fortes impactos negativos aos mais pobres, citando como exemplo os professores e trabalhadores rurais. Ele entende que a reforma não visa acabar com os privilégios, pois as pessoas que ganham altos salários não estão incluídas. Defende que se aprovada, contribuirá com mais desiguais no Brasil, ampliando as diferenças entre ricos e pobres.

Os debatedores Paulo Shalon e Matheus Linard encabeçaram a defesa da reforma. O empresário Paulo defendeu o conhecimento de toda a reforma, citou que tem lido o texto encaminhado pelo governo. Que com certeza tem algumas questões que devem ser revistas, mas a reforma deve acontecer, pois o Brasil não suporta mais sustentar a previdência. Chamou a atenção para que todos façam uma leitura do texto, conheçam para poder criticar ou apresentar alterações. O representante do Movimento Brasil Livre – MBL, Matheus Linard apresentou alguns números que justificam a necessidade real da reforma previdenciária. Defendeu ainda que essa reforma não é de Bolsonaro ou de governos anteriores, que devemos deixar de lado o partidarismo e defender o Brasil. Acrescentou que se pensamos em um país melhor, com melhores condições para nossos filhos e netos, devemos apoiar e ajudar na aprovação dessa reforma. Esclareceu ser contrário ao tratamento diferenciado entre as profissões. Para ele, não existiria aposentaria especial, todos seriam tratados igualmente.

Os trabalhos foram conduzidos pelo Presidente da Câmara Vereador Professor Adeilton e contou com a participação dos vereadores Cier bastos e Valmir Brasil. Os Vereadores Flávio Correia, Antônio Leite e Silvania Andrade justificaram suas ausências, assim como o Prefeito Municipal.

Ao final foram entregues certificados de agradecimentos aos debatedores. O Presidente da Câmara agradeceu a presença de todos, citou sua angustia em virtude da pequena participação, mas que essa manhã de hoje é mais uma daquelas manhãs onde a Câmara de Altaneira entra para a história pela contribuição direta com os grandes debates que envolvem o futuro de nossa gente e de nosso país.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

Mídias Sociais

Facebook Twitter Linkedin Youtube Flickr

Pesquisa de Opinião

Gostou do novo portal?

Sim
Não
Pode melhorar
spinner
Total de votos: 1150
Pesquisar no BuscaLeg
Logotipo do BuscaLeg - Buscador Legislativo

Acesso à Informação